O período de lançamento de episódios de Game of Thrones foram bastante positivos para a HBO, emissora responsável pela empresa. A história repleta de ação, emoção e política era alvo de desejo de todas as plataformas de streamings, afinal, muitas pessoas poderiam querer assinar as plataformas que tivessem liberdade para transmitir a série, porém Game of Thrones é de exclusividade da HBO, logo, apenas a HBO GO tinha direitos para transmitir o seriado.

A história envolveu o público com uma trama com bastante ação, guerras e sangue, mas que também teve romance, política e ficção.

É difícil você não se apegar ao programa, afinal, se você é fã de produções que envolvem guerras e violência, você vai gostar desse programa, mas também há conteúdo para quem gosta de política, já que no programa há diversas negociações e situações semelhantes, e claro, se você ama ficção, histórias com dragões ou coisas desse tipo, você com certeza irá amar Game of Thrones.

O CEO da Netflix já afirmou publicamente que iria adorar ter esse seriado disponível em seu catálogo, porém a HBO continuou firme e não deu os direitos para a plataforma, logo, a plataforma de streaming precisou criar seus próprios programas com essas características para conquistar o público.

A nova “Game of Thrones” da Netflix.

Por esses fatores a Netflix tentou possuir em seu catálogo algumas produções com características semelhantes que fossem capazes de conquistar um público tão grande e tão fiel como o de Game of Thrones, e claro, tivemos alguns sucessos dessa tentativa.

A série que iremos falar hoje é uma dessas tentativas. A série que ficou conhecida como “Game of Thrones da Turquia” tem ganhado destaque em todo o mundo, porém tem ganhado mais fama ainda no Paquistão.

O Grande Guerreiro Otomano é uma série que foi lançada no Paquistão e rapidamente se mostrou ser uma aposta interessante para as emissoras responsáveis pelo projeto.

A série se mostrou tão popular que conseguiu se manter por cinco temporadas, o que não é uma tarefa fácil para todas as séries.

Polêmica envolvendo o seriado:

Foto: Reprodução/Netflix

Entretanto, nem tudo sobre essa série é algo positivo, já que sua história envolve guerras e discussões políticas que acabam reproduzindo algumas questões religiosas, e segundo algumas críticas, o primeiro-ministro do Paquistão apoia esses ideias e tem ajudado o programa a se manter.

Leia também:

Há muitas pessoas que acreditam que esse seriado tem sido apoiado como uma forma de divulgação política, e por isso, não deveria ser amplamente divulgado. Mas e vocês, o que vocês pensam?

Leave A Reply